Serra da Arrábida

Por motivos profissionais, tive oportunidade de passar dois dias no Convento da Arrábida, um lugar perdido no meio da serra com o mesmo nome, onde o tempo parece não ter tempo e o pensamento teima em divagar. Muito bonito. Pena o contexto não ter sido o mais apropriado, mas fica a vontade de voltar e ter uma verdadeira visita guiada com o sr. Quirino, guardião do Convento, onde vive sozinho. Um aventureiro.
Fica a informação: é possível marcar visitas, de quinta-feira a domingo, às 15h. É só ligar e marcar. Para mais informações.

Ficam algumas fotografias para abrir o apetite ao passeio.











fotografias por Rita Barbosa

2 comentários:

Carolina disse...

Ficámos curiosos com o teu relato e fomos visitar o convento no fim-de-semana seguinte. Muito bonito,vista fantástica! Valeu a pena subir a serra a acelerar, que o Sr. Quirino não gosta de atrasos, atenção! O sr disse que a partir do início do ano que vem vai organizar uma sala com exposição de objectos, livros e documentos dos monges que lá viveram. Mais uma razão para voltar. Beijinhos!

Carolina disse...

Ficámos curiosos com o teu relato e fomos visitar o convento no fim-de-semana seguinte. Muito bonito,vista fantástica! Valeu a pena subir a serra a acelerar, que o Sr. Quirino não gosta de atrasos, atenção! O sr disse que a partir do início do ano que vem vai organizar uma sala com exposição de objectos, livros e documentos dos monges que lá viveram. Mais uma razão para voltar. Beijinhos!