Uma Família Moderna




A sessão de cinema desta semana levou-me a ver este filme italiano, "Uma família moderna", de Ferzan Ozpetek. O filme conta a história da família Cantone, uma daquelas famílias tradicionais do sul de Itália, onde toda a gente fala alto e ninguém se ouve (um pouco como muitas famílias portuguesas, já agora...).
O filho mais novo da família, Tommaso, regressa a casa para um importante jantar em que será firmada uma nova sociedade da empresa da família. A viver em Roma na ânsia de se tornar escritor, Tommaso está decidido a pôr tudo em pratos limpos com a família, que pensa que ele se formou em Gestão - e a firme decisão é contar, durante o jantar, que é gay. No entanto, os seus planos vão por água abaixo quando o irmão mais velho, Antonio, resolve ele mesmo revelar os seus segredos, o que resulta numa sucessão de acontecimentos que ninguém esperaria. Tommaso é, assim, empurrado para a gestão do negócio da família - tudo o que ele não queria.
Um dos grandes temas deste filme é, sem dúvida, a homossexualidade, tema que é retratado de uma forma bastante desempoeirada. O outro grande tema é a relação que as gerações mais novas têm com as expectativas que a família tem sobre elas. Algo que me oferece uma reflexão bastante interessante. Não obstante, é um filme divertido, descomplexado e bonito, porque Itália é um país com uma luz e umas cores fantásticas! Gostei muito do filme, saí do cinema muito bem disposta, algo que nem sempre é fácil. É, realmente, um filme que bem dispõe.


Ah, e a actriz Nicole Grimaudo é tão bonita que mete inveja.

4 comentários:

Me Myself and I disse...

Fiquei com vontade de ir ver! ;)

Bj!

irRita disse...

Aproveita, que vale a pena. :)

Bjs

JL disse...

Concordância absoluta. Até com a beleza da actriz que referes.

Cps.

irRita disse...

:)